Publicado em 25 de out de 2017 por Tarcio Matos

O romance escrito por Jorge Amado em 1966 já ganhou diversas adaptações: filme em 1976, série em 1998, peça teatral em 2008 e agora mais um filme. Para divulgação, o elenco e diretor fizeram uma coletiva de imprensa em Salvador e revelaram algumas curiosidades da produção do projeto!

O novo filme é resultado da ótima aceitação da peça de 2008, produzida pelo próprio Marcelo Faria (que interpreta o Vadinho) e do diretor Pedro Vasconcelos (diretor de novelas também, como A Força do Querer e Além do Tempo).

No cinema é comum uma história se passar no Rio de Janeiro, porém ser filmado em Porto Rico (Velozes e Furiosos 5). Em Dona Flor e Seus Dois Maridos isto também acontece: a produção foi dividida entre Bahia e Rio de Janeiro. As cenas dentro da residência de Dona Flor são filmadas nas terras cariocas, enquanto as cenas de exterior são de fato o histórico bairro do Pelourinho.

Sônia Braga foi quem encarnou Dona Flor e Gabriela em 1977 e 1983, respectivamente. Curiosamente, as adaptações mais recentes dessas obras também tiveram a mesma atriz vivendo ambas as personagens, Juliana Paes. A atriz contou que, quando foi anunciado que interpretaria Gabriela na minissérie para Globo, recebeu um buquê de flores de Sônia, já a chamando de “Bié” (apelido carinhoso que Nacib chama a personagem) e lhe desejando os parabéns.

José Wilker foi o responsável por dar uma cara a Vadinho em 1977. Enquanto o novo filme estava em fase de captação, Marcelo Faria comentou sobre com Wilker, que acabou pedindo para fazer uma participação. Infelizmente José Wilker faleceu antes das filmagens começarem.

Leandro Hassum interpreta Teodoro. Ele afirmou que estava com a imagem de “gordo carismático” e acabou dando este ar para o personagem, quando o momento não combinava. Juliana Paes guiou o colega lhe dizendo “acredite que está bonito e desejável”.

Os nomes dos protagonistas tem um conceito por trás. Florípedes ou Dona Flor é uma alusão ao desabrochar de uma flor. Valdomiro, ou Vadinho é uma jogada de palavras para soar como vagabundo, o mesmo vale para Teodoro e te adoro.

Duda Ribeiro foi quem interpretou Teodoro na peça que alavancou o filme, porém o ator foi diagnosticado com câncer e faleceu. Ele conseguiu participar do filme com algumas curtas aparições.

Marcelo Faria afirmou acreditar que seu jeito era muito rígido para interpretar Vadinho e que acabou participando de aulas de dança para se soltar. Também afirmou que se inspirou no personagem Boca, interpretado pelo Wagner Moura em Ó Paí Ó (2007).

Juliana Paes conheceu o Marcelo durante a novela Celebridade e se tornaram amigos. Quando Marcelo começou a produzir a peça, Paes era sua primeira opção para interpretar Dona Flor, porém, a atriz estava com a agenda complicada e o papel acabou indo para Carol Castro, e alguns momentos para Fernanda Paes Leme.

E por último, para quem não se lembra, uma imagem da minissérie de 1998 estrelada por Edson Celulari, Giulia Gam e Marco Nanini.

Dona Flor e Seus Dois Maridos chega aos cinemas em 2 de novembro!

Comentários

Este artigo não possui comentários

”Mulher