Publicado em 13 de nov de 2016 por Larissa Felix

Em recém-entrevista ao site People, Ezra Miller contou que ficou emocionado em ganhar um papel no filme Animais Fantásticos e Onde Habitam.

O ator disse que como o seu personagem Credence Barebone, também se sentia maltratado e triste em sua adolescência. Miller sofria bullying na época da escola, por, em grande parte, sofrer com um problema de fala. E que com isso ele usou o recuso de escutar os áudios dos livros de Harry Potter para se animar.

“Eu era provocado por ser um jovem com interesses estranhos, com um problema de fala. Eu era um alvo fácil. Além disso, quando eu comecei a passar pela puberdade e ter sentimentos confusos sobre querer beijar as pessoas – não todas elas sendo meninas – , houve momentos em minha vida em que me senti excluído de meus contemporâneos ou dos meus iguais.”

“Esses momentos foram muito dolorosos, mas também muito formativos, porque nos levam a sair da sociedade e a olhar para o mundo com novos olhos, e é por isso que penso que tantos de nossos grandes nomes, foram pessoas excluídas e pessoas desprovidas de direitos. Naqueles anos de bullying, eu voltava para casa e escutava Harry Potter por algumas várias horas todos os dias, enquanto eu comia macarrão instantâneo’’

Miller admite que não tenha um momento em sua vida que ele goste de olhar para trás, mas as memórias o ajudaram a interpretar alguns personagens difíceis, como Credence.

“Foi um período um pouco triste em minha vida, mas você faz o que tem que fazer para superar tempos difíceis, e ter um recurso como esse (Harry Potter), histórias que lembram o que é bom no mundo e em você, foi útil para mim de muitas maneiras que eu não consigo entender completamente.”

Ezra ainda disse que ficou feliz por ter a chance de conhecer J.K. Rowling e poder lhe agradecer por ter ajudá-lo a superar a adolescência.

Animais Fantásticos e Onde Habitam estreia dia 17 de novembro de 2016.

 

Comentários

Este artigo não possui comentários

”Mulher