Publicado em 07 de dez de 2016 por Igor Mattos

A autora do livro, Fallen, Lauren Kate e atriz protagonista do filme, Addison Timli, estão no Brasil para promover o primeiro filme da adaptação da saga. Com isso no inicio desta semana aconteceu uma coletiva de imprensa em São Paulo, e estávamos presente e vem conferir como foi:

Pergunta à Lauren Kate

Como foi o processo de adaptação se ao fazer o filme, ela tinha cogitado fazer uma série de tv ao invés de uma versão cinematográfica? E o que fez você optar pelo cinema?

O processo de adaptação já se deu logo que o livro foi lançado, na verdade não tive consciência do que estava acontecendo. Não tinha um grande conhecimento do processo editorial e adaptação para um filme ou para uma série de televisão e se tornou um processo de aprendizado para mim muito interessante. Como o público foi se formando e crescendo, eu me senti que deveria me envolver no processo de adaptação também. Felizmente os leitores do livro sabem o que exatamente o que eles querem. Eu também sou Produtora Executiva do filme a minha comunicação com o diretor sempre foi ótima e com elenco também e conseguimos produzir um ótimo filme.

Pergunta à Lauren Kate

Aonde você se inspirou para a ideia do “amor” no filme entra a guerra do bem e o mal?

Obrigada, pela pergunta, você captou muito bem a ideia que eu quis passar para Hollywood. Não é sobre o conflito entre o bem e o mal ou céu e inferno e sim ter o amor no centro. O que me inspirou foi o livro de Gênesis, principalmente na parte os filhos de Deus. Na época eu estava interagindo bastante com um acadêmico em divindades e vi este conceito interessante de colocar este outro elemento na equação Deus e o Amor. Na verdade fiquei obcecada nesta ideia de um anjo que abri mão de tudo para vivenciar o amor e mais do que o amor até. Daí sai em busca de uma pessoa, de uma mulher  que merecesse esse sacrifício e encontrei a Luce.

Pergunta à Addison Timli

Você se sentiu pressionada para interpretar a personagem, por ser uma saga famosa?

Sim, eu senti a pressão, eu queria transmitir uma fidelidade no que representa para os leitores do livro e então eu queria me conectar com esta personagem, encontrar suavidade de que fosse uma forma produtiva para mim também, é claro que cada leitor vai ter a sua interpretação dessa personagem, mas eu segui a minha verdade.

Pergunta à Addison Timli

Você leu o livro antes de fazer o filme? Qual o seu livro favorito?

Eu não quis ler os outros livros antes de terminar o filme. Eu queria passar as emoções dessa personagem no primeiro momento dela. Meu livro favorito é Paixão.

Pergunta à Lauren Kate

Como foi a sensação de ver a primeira cena a sair do papel?

Na verdade, eu tive vários momentos que foram emocionantes e arrepiantes. Eu lembro que fui para o set de filmagem em Budapeste e vi aqueles cenários enormes criados a partir de uma coisa que eu escrevi sem ter grandes expectativas na verdade. Eu vi o filme umas quinzes ou dezesseis vezes, pensei em três aberturas diferentes, gosto muito dá abertura em storyboard da cena que a gente vai ver, foi um processo pessoal para mim.

Pergunta à Addison Timli

Como foi interpretar alguém perdida não só no amor, mas sim nesta confusão entre amores?

A Luce teve várias vidas e isso ajuda a explicar porque ela fica tão desconectada de seus pais e seus colegas, e na verdade ela consegue vivencia varias camadas.

Pergunta à Addison Timli

Em que atuações e atores você se inspirou, para interpretar, Luce?

Não posso dizer que tive uma referência especifica. Eu realmente queria mostrar Luce de uma maneira diferente das personagens que já empenharam este papel de estar dívida entre os dois amores. O que eu queria transmitir que ela é uma jovem que é livre e tem controle do seu destino e que se vê dividida entre dois amores, mas não queria isso como um ponto de sofrimento.

Pergunta à Addison Timli e Lauren Kate

Como tem sido as reações das pessoas em relação ao filme?

Lauren Kate:

Ontem na Comic Com, eu chorei durante o painel de exibição, estava sentada na mesa de frente para todos os fãs que estão assistindo ao filme e todos eles iluminados pela cena, eles vibraram, se emocionaram e realmente fiquei emocionada e foi algo visceral para mim e fiquei agradecida, todos nós trabalhamos muito para entregar este filme. Nas Filipinas tivemos uma recepção muito boa e nada se compara ao Brasil.

Addison Timli

Eu tive uma reação muito parecida com a da Lauren, estava nos bastidores e ela que estava com eles e presenciei a mesma sensação de muita alegria e muito amor, uma experiência super especial e estava ansiosa querendo compartilhar com os fãs, estou muito feliz com esta recepção.

Pergunta à Lauren Kate

Queria saber se você se inspirou em Crepúsculo para fazer um triângulo amoroso? E se você acha que isso faz parte de uma realização feminina?

Na verdade foi surpreendente para mim, não me inspirei em Crepúsculo. Estava escrevendo minha tese de mestrado e estava lendo alguns textos bíblicos. E eu nunca tinha pensando em escrever algo Sobrenatural sobre essa realidade e acabou acontecendo e eu segui por esse caminho. Uma mensagem muito forte para as meninas que posso pressentir e que o amor pode nos dar asas. Eu concordo bastante com a Addison quando ela fala da liberdade escolhar para amar que as mulheres podem ter e não resistir ao poder do amor e ter autonomia pelo poder do amor.

Pergunta à Addison Timli e Lauren Kate

Gostaria de saber se vocês pensam que Luce, possa vim ser uma personagem com empoderamento feminino?

Addison Timli

Com certeza. Eu diria que pode ser, pois a Luce decidi ser ela mesma, ela está numa escola que é difícil fingir que é outra pessoa, com a pressão dos colegas e ela não cede, segue com decisões firmes, ele acredita no que ela é e no amor, é uma qualidade admirável.

Lauren Kate

O nome de Luce, significa Luz, Eu não sabia o que ia acontecer até o final em Êxtase. Mas ela na verdade é uma escuridão e eu tinha que levar ela em direção a luz, ela consegue isso pela suas forças e convicções, ela ao mesmo tempo é forte e vulnerável, mas conseguiu de uma maneira muito bonita encontrar a luz.

Pergunta à Addison Timli

Você acha que ficaria marcada pelo papel? Seria algo bom ou ruim?

O sucesso é sempre muito bom. Requer muito esforço em fazer o filme. Sempre tem um impacto na vida pessoal, eu sei que se torna algo público e sei que isto acontece, o que eu sempre faço é ser eu mesma.

Pergunta à Lauren Kate

Estudando Genesis, como você conseguiu a chegar a este conceito de reencarnação e por se algo não muito aceito em culturas?

O conceito para mim interessante que eu vejo é uma região nebulosa. Nada é tão preto no branco, eu vi diversos conceitos no mundo inteiro, mas gosto de brincar com este conceito de bem e mal dessa forma, anjos que são bonzinhos e são sem graças, o vilão que é charmoso, não é isso exatamente que quero transmitir e sim humanizar os personagens. Essa acadêmica estudiosa que me ajudou, a saber, mas sobre anjos e que não sabia quase nada, A Brendan, que me mostrou os textos dos anjos, e vi muitas contradições nos textos antigos e sempre surgiam fatos que contradiziam coisas que tinham acontecido a vários anos. Por exemplo, quanto tempo demora dos anjos para caírem do céu para terra, e procurei num lugar e achei várias versões diferentes, uma versão dizia é o tempo do nascer do sol ao pôr-do-sol, outra dizia que eram mil anos e perguntei, a Brendan, e agora qual é o real, ela me disse “Você simplesmente escolhe uma que tem, mas afinidade e não olhe para trás.”

Pergunta à Lauren Kate

Houve a alguma consulta a você para alterar a história do filme?

Definitivamente em todas as pequenas alterações, desde inicio, o fato de eu terminar o livro antes de eu começar a rodar o filme, ajudou bastante, assim não fiquei presa a detalhes, o importante para mim é destilar a essência do livro no filme. Em determinados momentos colocamos cenas do livro no filme, mas no filme não funcionaram e então ocorreu a decisão de retirar. Mas para mim o importante era química entre Daniel, Luce e Cam e todo elenco na verdade, eles se saíram lindamente.

Pergunta à Lauren Kate

Como está o processo da sequência? O set em Budapeste era real?

É um castelo real que fica à uma hora de Budapeste, eu passei dez dias lá à Addison passou mais, o pessoal da produção procurou pelo mundo todo um local, encontrou este castelo em Budapeste e achou ideal. Na verdade encontramos este castelo um pouco diferente e mudamos com a produção e ficou perfeito. Sei que o final dá a entender que não acabou isso foi intencional estava começando a escrever Tormenta e aquilo poderia ser o inicio daquele fim, cada fim na verdade é um novo inicio e então foi assim mesmo.

 

Vem conferir, o que achamos do filme: Crítica | Fallen

Comentários

Este artigo não possui comentários

”Mulher