Publicado em 16 de out de 2017 por Mayara Armstrong
  • Première Brasil – ficção e documentário / longa e curta

JÚRI 
presidido por Antônio Saura e composto por Caio Gullane, Heloísa Passos, Leandra Leal e Paz Encina

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO –  As Boas Maneiras, de Juliana Rojas, Marco Dutra. produzidopor Sara Silveira, Maria Ionescu, Clément Duboin e Frédéric Corvez

MELHOR LONGA-METRAGEM DE DOC –  Piripkura, de Mariana Oliva, Renata Terra, Bruno Jorge. produzido por Mariana Oliva

MELHOR CURTA-METRAGEM –  Borá, de Angelo Defanti. produzido por Sara Silveira, Bárbara Defanti e Cristina Alves

Menção Honrosa curta-metragem Roberta Gretchen Coppola, por Vaca Profana
MELHOR DIREÇÃO DE FICÇÃO –  Lúcia Murat, por Praça Paris

MELHOR DIREÇÃO DE DOC – Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva, por Slam: Voz de Levante

MELHOR ATRIZ – Grasse Passô, por Praça Paris

MELHOR ATOR – Daniel de Oliveira, por Aos Teus Olhos e Murilo Benício por O Animal Cordial

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE – Marjorie Estiano, por As Boas Maneiras

MELHOR ATOR COADJUVANTE – Marco Rica, por Aos Teus Olhos

MELHOR FOTOGRAFIA – Rui Poças, por As Boas Maneiras

MELHOR MONTAGEM –  Caroline Leone, por Alguma Coisa Assim

MELHOR ROTEIRO –  Lucas Paraizo, por Aos Teus Olhos

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI – Slam: Voz de Levante

  • NOVOS RUMOS 
    Júri composto por Allan Ribeiro, Bruna Linzmeyer e Bruno Safadi

MELHOR FILME –  A parte do mundo que me pertence de Marcos Pimentel. produzido por Luana Melgaço

MELHOR CURTA –  Atrito, de Diego Lima

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI –  Vende-se Esta Moto, de Marcus Faustini

 

  • VOTO POPULAR:

MELHOR LONGA FICÇÃO:  Aos Teus Olhos, de Carolina Jabor. produzido por Carolina Jabor e Leonardo Monteiro de Barros
MELHOR LONGA DOCUMENTÁRIO:  Dedo na Ferida, de Silvio Tendler. Produzido por SILVIO TENDLER

MELHOR CURTA:  Vaca Profana, de René Guerra. produzido por Juliana Vicente

 

  •  PRÊMIO DA CRÍTICA  FIPRESCI 
    Júri composto por –  Ana RodriguesChico FiremanFrancisco Russo

Para : As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra

 

  • PRÊMIO FELIX

Júri composto por – Eduardo Graça, Isabel Penoni, João do Corujão

Melhor Longa Ficção:  As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra. , produzido por Sara Silveira, Maria Ionescu, Clément Duboin e Frédéric Corvez

Melhor Longa Doc:  Queercore: How to Punk a Revolution, de Yony Leyser. produzido por Thomas Janze

Melhor Curta: Sandra Chamandode João Cândido Zacharias. produzido por Tatiana Leite

 

  • Premiação MOSTRA GERAÇÃO

Júri composto pela Professora Simone Monteiro,  pela mestre em educação e gerente de cultura do departamento nacional do SESC, Maria Costa Rodrigues e pelo produtor e cineasta Cavi Borges:

O Júri destacou duas menções honrosas:

Historietas assombradas, o filme, de Vitor-Hugo Borges

Altas expectativas, de Pedro Antonio Paes e Álvaro Campos

Prêmio de melhor Filme da Mostra Geração “Sobre Rodas”, de Mauro D’Addio. produzido por Beatriz Carvalho

Sobre Rodas, de Mauro D’Addio

Festival do Rio tem a honra de contar com dois novos prêmios

  • Prêmio Petrobras de Cinema

O Prêmio Petrobras de Cinema – oferecido pela empresa para a distribuição comercial do melhor filme de ficção da competição da Première Brasil, e melhor filme da mostra Première Brasil Novos Rumos, escolhidos pelos júris oficiais.
Valores e categorias Troféu Redentor a receber o Prêmio Petrobras de Cinema:
R$ 200 mil para melhor filme de ficção de longa-metragem da Première Brasil
R$ 100 mil para melhor filme para longa-metragem da Mostra Novos Rumos

  • Prêmio de Mídia do Canal Curta!

O filme escolhido pelo Juri Oficial da Competição de Documentários de Longa Metragem receberá o troféu Redentor e o Prêmio de Mídia do Canal Curta!, no valor de R$ 100 mil em plano de mídia para apoio ao lançamento do filme em salas de cinema. O melhor documentário de longa metragem escolhido pelo voto popular também receberá o Prêmio de Mídia do Canal Curta!, no mesmo valor.

 

do juri:

  • Première Brasil – Ficção e Documentário

Antonio Saura
 – Presidente do Júri 
É produtor de mais de 20 filmes e diretor geral da agência de vendas internacionais Latido Films. Sob sua direção, a empresa distribuiu filmes como Rara (2016), de Pepa San Martin, vencedor do Prêmio Felix no Festival do Rio. Atualmente finaliza The Last Suit, segundo longa do diretor Pablo Solarz. É autor de vários estudos sobre a indústria cinematográfica.

Caio Gullane –
É especialista em desenvolvimento de projetos artísticos, planejamento e estratégia de  produção. Junto com seu irmão Fabiano Gullane fundou a Gullane Entretenimento S/A, produzindo mais de 60 projetos para cinema e TV com distribuição nos mercados nacional e internacional.

Heloísa Passos – 
É realizadora e diretora de fotografia de mais de 20 filmes, pelos quais recebeu diversos prêmios nacionais e internacionais, entre eles melhor fotografia no Sundance Film Festival por Manda bala (2007) e no Festival do Rio por Viajo porque preciso, volto porque te amo (2009) e Mulher do pai (2016). Construindo pontes (2017), seu primeiro longa como diretora, foi premiado no Festival de Brasília.

Leandra Leal
 – É atriz, premiada por filmes como Nome próprio (2007), Boca (2010), Éden (2012) e O lobo atrás da porta (2013). Em 2012, produziu e atuou no coletivo de cinema Operação Sonia Silk, série de três longas produzidos de forma cooperativa. Seu primeiro longa como diretora foi Divinas divas (2016), vencedor dos prêmios de melhor documentário pelo júri popular e Prêmio Felix no Festival do Rio e do melhor filme pelo júri popular no South by Southwest.

Paz Encina
 – Cineasta, nasceu em Assunção, no Paraguai. Formou-se em cinema pela Universidade de Buenos Aires. Seu primeiro longa-metragem, Hamaca paraguaya (2006), estreou na mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes, onde ganhou o prêmio FIPRESCI. Em 2016 dirigiu seu segundo longa, Exercícios de memória, exibido no Festival de San Sebastián e que está na programação do Festival do Rio.

 

  • Première Brasil – Novos Rumos

Allan Ribeiro
 – É diretor e roteirista formado em cinema pela UFF. Realizou os longas Esse amor que nos consome (2012) e Mais do que eu possa me reconhecer (2015). Dirigiu curtas como O brilho dos meus olhos (2006), Ensaio de cinema (2009), A dama do Peixoto (2011) e O clube (2014). Em 2016, lançou pelo Canal Brasil a série Noturnas, com 46 episódios.

Bruno Safadi
 – Natural do Rio de Janeiro, é diretor, produtor e roteirista de seis longas, dentre eles Belair (2009), Éden (2012) e O prefeito (2015), exibidos em festivais como Locarno, Roterdã, BAFICI, Rio e Gramado. Em 2016, dirigiu a série Liberdade, liberdade e, em 2017, a telenovela Novo mundo, ambas para a TV Globo.

Bruna Linzmeyer
 – É atriz. Atuou em nove longas, dentre eles O Grande Circo Místico (2017), de Carlos Diegues, e O filme da minha vida (2017), de Selton Mello. Para a TV, participou de seis novelas, como Insensato coração (2011), Gabriela (2012), Meu pedacinho de chão (2014) e A força do querer (2017), além da série As brasileiras.

 

  • Prêmio Felix

Eduardo Graça
 – Jornalista, vive em Nova York, de onde escreve para O Globo, UOL, Valor Econômico, Radio France Internationale, Monet, Omelete, CartaCapital e Florense, entre outras publicações. Tem artigos publicados nas revistas Metropolis, Monocle e Elle. Cobriu as quatro últimas eleições presidenciais norte-americanas.

Isabel Penoni
 – Diretora de teatro, cineasta e antropóloga, desenvolve projetos de criação e pesquisa colaborativa na periferia urbana do Rio de Janeiro e em diferentes áreas indígenas pelo mundo. É diretora fundadora do grupo teatral carioca Cia Marginal. No cinema, dirigiu Porcos raivosos (2012) e Abigail (2016), ambos exibidos na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes.

João do Corujão
 – João Luiz de Souza, conhecido como João do Corujão, é professor, assessor de cultura da UNIVERSO, e cineclubista desde 1978. É curador executivo do Corujão da Poesia – Universo da Leitura e do programa Libertação dos Livros. Promove saraus de poesia no Cine Joia e no Reserva Cultural de Niterói.

  • Prêmio Geração

Cavi Borges
 – Fundador da Cavideo, locadora referência dos cinéfilos, que se tornou produtora e distribuidora de filmes de diretores como Luiz Rosemberg Filho e Maurice Capovilla, entre outros.

Marcia Costa Rodrigues 
- Arquiteta e mestre em educação, foi diretora de tecnologia educacional da TV Educativa e membro do Conselho Nacional de Políticas Culturais. Atualmente é gerente de cultura do departamento nacional do SESC.

Simone Monteiro
 – Mestre em educação e pós-graduada em alfabetização, é professora da Rede Pública Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. Atualmente coordena o programa Rio, uma cidade de leitores.

 

  • Prêmio FIPRESCI

Ana Rodrigues
 – Integrante da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro, escreve para o site Almanaque Virtual. Trabalhou nas rádios Tropical e Tupi, onde chefiou a central de jornalismo e foi colunista de cinema.

Chico Fireman
 – Afiliado à Associação Brasileira de Críticos de Cinema, escreve há 15 anos no blog Filmes do Chico e participa do podcast Cinema na Varanda. Já colaborou para jornais, revistas e programas de TV.

Francisco Russo 
- É editor-chefe e fundador do site AdoroCinema e integrante da Abraccine e da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro.

Comentários

Este artigo não possui comentários

”Mulher