Publicado em 20 de jul de 2017 por Tarcio Matos

Cars 3

From this moment, everything will change

20171 h 49 min
Overview

Blindsided by a new generation of blazing-fast racers, the legendary Lightning McQueen is suddenly pushed out of the sport he loves. To get back in the game, he will need the help of an eager young race technician with her own plan to win, inspiration from the late Fabulous Hudson Hornet, and a few unexpected turns. Proving that #95 isn't through yet will test the heart of a champion on Piston Cup Racing’s biggest stage!

Metadata
Director Brian Fee
Runtime 1 h 49 min
Release Date 15 junho 2017
IMDb Id tt3606752
Images
Actors
Starring: Owen Wilson, Cristela Alonzo, Chris Cooper, Armie Hammer, Bonnie Hunt, Larry the Cable Guy, Nathan Fillion, Kerry Washington, Lea DeLaria, Tony Shalhoub, Guido Quaroni, Lloyd Sherr, Paul Dooley, Cheech Marin, Jenifer Lewis, Lewis Hamilton, Bob Costas, Bob Peterson, Katherine Helmond, John Ratzenberger, Michael Wallis, Ray Magliozzi, Tom Magliozzi, Isiah Whitlock Jr., Junior Johnson, Margo Martindale, Chase Elliott, Ryan Blaney, Darrell Wallace Jr., Darrell Waltrip, Shannon Spake, Humpy Wheeler, Jeff Gordon, Daniel Suárez, Kyle Petty, Mike Joy, Ray Evernham, Richard Petty, Paul Newman, Jason Pace, Angel Oquendo

Pixar retorna para sua franquia mais criticada e ainda retira algo de bom desse projeto que talvez seja o mais superficial da mágica empresa.

Carros é definitivamente a franquia mais pobre da Pixar, mas não me entenda mal, isto não torna o filme ruim, os outros projetos que são algo além. A terceira parte da franquia não se distancia do bom entretenimento que se encontra do estúdio em ascensão Illumination, de Meu Malvado Favorito ou Pets – A Vida Secreta dos Bichos.

Relâmpago Marquinhos (me nego a falar Relâmpago McQueen após a internet brasileira encontrar esse apelido tão fofo) se encontra em uma posição totalmente diferente quando estreou na Copa Pistão lá em 2006, de estreante ocupando o espaço de veteranos e com ego inflado passa a ser justamente aquele que pode perder o espaço. A produção é totalmente cuidadosa ao estabelecer isso, retratando em vários detalhes práticos, não sendo apenas teórico. Do mesmo jeito que o design do protagonista se diferenciava dos carros mais antigos em 2006, O relâmpago é totalmente diferente e atrasado em relação aos novatos. Em outras palavras, o projeto retorna a tentativa de arcos e dramas dentro de suas proporções e abandona a ideia de arrancar gargalhadas a cada minuto com as trapalhadas do Tom Mate.

Por mais simples que seja a tentativa de dar uma continuidade a um arco ignorando toda a viagem do segundo filme, ela funciona. Acompanhamos o Relâmpago em um jornada de treinamentos mais árduos e tendo que se renovar para alcançar o inalcançável  Jackson Storm (não faço ideia do motivo que não adaptaram o nome do antagonista), tendo que se ligar em brechas que nunca teve que usar, como por exemplo: o drafting (quem é acostumado com Need for Speed sabe do que estou falando). Nesta maré de novos treinamentos que somos apresentados a nova personagem, Cruz Ramirez. Ela é uma treinadora que faz de tudo para motivar seus alunos e tem que lidar com um cabisbaixo veterano, que perdeu a fé em si e não sabe de onde tirar forças para retornar as pistas após o trágico acidente exibido nos trailers. O acidente dentro do que lhe permite é realmente trágico, trazendo um peso para a trama.

É interessante notar como o mercado brasileiro é importante pra Hollywood, diversas adaptações na dublagem e brincadeiras com vozes conhecidas para agradar e dar uma identificação ao público são feitas. A Marília Gabriela em Procurando Dory dar espaço para o narrador Sílvio Luís e seus bordões como “pelo amor dos meus filhinho!”; diversas gírias da população jovem brasileira: “queridinha”, “só que não” e afins.

Toda a formula de se fazer uma animação de qualidade está lá: a clássica lição de moral e a onda (muita bem vinda por sinal) de representatividade. Longe de ser um Toy Story, entretanto muito mais competente do que seu antecessor ou passando longe da desnecessidade do solo de Minions, Carros 3 cumpre os requisitos básicos podendo alegrar crianças e manter a atenção dos adultos que acompanham seus filhos ou recuperar o interesse de quem cresceu com a franquia (sim, Carros já tem 11 anos meus amigos).

Comentários

Este artigo não possui comentários

”Mulher