Publicado em 14 de ago de 2018 por PH Nascimento

O Candidato Honesto 2

Overview

Após cumprir quatro dos quatrocentos anos de cadeia, João Ernesto (Leandro Hassum) é convencido a se candidatar à presidência novamente.

Metadata
Director Roberto Santucci
Runtime
Release Date 30 agosto 2018
IMDb Id
Images

Uma paródia bem-humorada do caótico cenário político brasileiro. Assim pode ser definido O Candidato Honesto 2. Protagonizado por Leandro Hassum, o filme é uma sequência do primeiro título e tem como tema central uma nova corrida presidencial de João Ernesto. Preso há 8 anos por corrupção, o político deixa a cadeia e pensa em se afastar da área, mas uma proposta irrecusável acaba mexendo com sua decisão.

O longa, dirigido por Roberto Santucci, tem uma preocupação enorme de não deixar lacunas na ligação com o primeiro filme. Logo de início, o diretor dá uma solução bem simples para o problema. Ao parodiar o programa Roda Viva, da TV Cultura, mostra um VT contando a história do personagem principal e como ele chegou até ali. Na matéria, até o motivo do emagrecimento de Hassum é explicado. Fato interessante: a cena conta com uma participação de Leda Nagle, ex-apresentadora da emissora. Porém, essas lembranças do Candidato Honesto de 2014 se repetem várias vezes, tornando-se bem chatas.

O Candidato Honesto 2 brinca o tempo todo com a situação política brasileira. Pega memes e piadas que qualquer um já viu ou ouviu e coloca de maneira bem engraçada no filme. Lula e seu julgamento do triplex, Moro com sua surpreendente voz mansa, Dilma e a dificuldade com alguns discursos e até Trump, presidente dos EUA, estão presentes.

“João, ladrão, roubou meu coração”, gritavam os apoiadores de João. Lembrou alguém?

Mas quem rouba a cena é Ivan Pires, que pode ser facilmente identificado como o Michel Temer do longa. A todo tempo há piadas com a aparência vampiresca do presidente do Brasil e sua trajetória em 2016 em busca do posto. O clima de terror em toda aparição do personagem é hilário e se torna o ponto alto da comédia.

De início, o personagem que ironiza o candidato à presidência Jair Bolsonaro se apresenta como o vilão, mas acaba sumindo conforme o tempo passa. Poderia ser muito mais utilizado, ainda mais pelas piadas que renderia.

Apesar de lançado em 2018, o filme de comédia ainda insiste em piadas homofóbicas e machistas para tentar arrancar risadas. Este tipo de “humor”, no entanto, funciona tanto quanto o chroma key utilizado em alguns momentos do filme. Pífio.

Em ano eleitoral, O Candidato Honesto 2 com Leandro Hassum é um bom filme para assistir, relaxar e esquecer um pouco o triste quadro político do Brasil.

 

Comentários

Este artigo não possui comentários

”Mulher