Publicado em 15 de jan de 2017 por Wictor Alexandre

Lucasfilm tem uma histórico de não responder a rumores apontados a eles de forma alguma, porém o comportamento foi quebrando após uma reportagem da BBC afirmou que eles estavam em negociações para usar a imagem da falecida atriz para ser recriada digitalmente com o uso de CGI,  algo semelhante ao caso do ator Peter Cushing sendo usado em Rogue One: Uma História Star Wars, a empresa afirmou para os fãs que :

“Nós normalmente não respondemos a especulações de fãs ou de imprensa, mas há um rumor circulando que gostaríamos de abordar. Queremos garantir aos nossos fãs que Lucasfilm não tem planos de recriar digitalmente o desempenho de Carrie Fisher como Princesa ou General Leia Organa.

(…) Carrie Fisher era, e sempre será uma parte da família Lucasfilm. Ela era nossa princesa, nossa general, e o mais importante, nossa amiga. Nós ainda estamos sofrendo de sua perda, nós valorizamos sua memória e legado como a princesa Leia e sempre se esforçar para honrar tudo o que ela deu para Star Wars

Diferentemente do caso do Peter Cushing, o Grão Moff Tarkin, ator faleceu em 1994 e teve seu rosto recriado digitalmente. Sua recriação se deu pelo fato do Comandante da Estrela da Morte ser essencial para a história. De acordo com John Knoll, chefe de criação da ILM:

“(…) Isso foi feito por razões sólidas e justas dentro da história. Esse é um personagem que é muito importante para contar esse tipo de história. É extremamente trabalhoso e caro fazer. Não imagino que alguém se envolva nesse tipo de coisa de maneira casual. Não estamos planejando fazer essa criação digital de maneira extensiva a partir de agora. Isso só faz sentido para este filme em particular”

O que acharam da notícia? Deveriam ou não recriar a personagem?

Comentários

Este artigo não possui comentários

”Mulher