Publicado em 04 de dez de 2016 por Mayara Armstrong

Bernardo Bertolucci fez uma revelação polêmica e confirmando as acusações da vítima envolvendo o filme ‘Último Tango em Paris’ (1972). O diretor assumiu que a cena de estupro protagonizada por Marlon Brando e Maria Schneider foi feita sem consentimento da atriz, na intenção de que ela sentisse “raiva e humilhação”.

No vídeo a afirmação foi dada em uma entrevista de 2013 que voltou a circular recentemente, ele explica que combinou com Marlon Brando o uso de manteiga como lubrificante, sem revelar para a atriz como a cena seria filmada. O objetivo era registrar uma reação realista de protesto e raiva.

“Acho que ela me odiava e o Marlon também, pois não dissemos nada para ela”

Garantindo que se sentiu culpado, o diretor afirmou ainda que não se arrependeu de filmar a cena.

Na época das filmagens, Maria tinha apenas 19 anos e Brando 48. Em uma entrevista ao Daily Mail em 2007, quatro anos antes de sua morte, a atriz disse que se sentiu “um pouco estuprada” depois das filmagens. “Eu devia ter chamado meu agente ou meu advogado ao set, porque você não pode forçar alguém a fazer algo que não está no script. Mas na época eu não sabia disso”, a atriz sofreu com o vício em drogas e a depressão.

maxresdefault

Alguns astros reagiram com a repercussão da entrevista,  como o ator  Chris Evans comentou em sua conta no Twitter.

“Uau. Eu nunca mais vou ver esse filme, Bertolucci ou Brando da mesma maneira. Isso vai além do nojento. Sinto raiva”

Comentários

Este artigo não possui comentários

”Mulher