Publicado em 02 de ago de 2018 por Hektor Kister

* ATENÇÃO, ESSE TEXTO CONTEM SPOILERS DOS FILMES, SEVEN, OS SUSPEITOS E VINGADORES GUERRA INFINITA E OUTROS, CASO NÃO QUEIRA ESTRAGAR SUA EXPERIÊNCIA, VOLTE MAIS TARDE.

Pensei muito em como seria meu primeiro texto por aqui e sobre o que falaria, nada me vinha a mente, até que nesse fim de semana me peguei em uma situação engraçada! Estava maratonando filmes de suspense/policiais com minha namorada, começamos com Seven do David Fincher e ela gostou de todo aquele clima pesado e atmosfera densa e nublada que o Fincher soube executar com maestria em seu primeiro filme! Nisso seguimos com Os suspeitos do Dennis Villeneuve e é ai que tudo fica “engraçado” quando acaba o filme ela está muito brava com o que acontece no final do filme! Ah já tinha me esquecido, se você veio até aqui e ta gostando, eu espero muito que tenha assistido os filmes caso contrario, veja e volta aqui pra terminar e não perder a experiencia maravilhosa esses dois filmes.

Voltando ao final, ela estava muito brava de uma forma positiva, pois o filme acaba de uma maneira digamos “abrupta” e não sabemos se o policial heroi consegue salvar o pai que buscava vingança pelo sequestro da filha dele e ao fazer o mesmo com o possivel vilão da trama acaba sendo pego pela verdadeira mente por trás do sequestro e acaba preso sem ter como sair, o filme acaba com ele tentando pedir socorro com um apito e a unica visão que temos disso é apartir do policial heroi que ouve o barulho e pensa não ser nada e ao ouvir novamente fica com um olhar de “Será?” e fim, tudo acaba e não sabemos o que acontece ou não!



 Após isso conversamos sobre as possibilidades e lembramos de cenas que passaram batido e o que cada um faria naquela situação, assuntos que não aconteceriam se o final do filme fosse bonitinho e todos felizes para sempre.
Mas isso não é apenas uma limitação de filmes com finais assim, mas muita gente se incomoda com filmes que o final no qual o bem é vencido pelo mal assim como acontece em Seven aonde o assassino do sete pecados termina sua grande obra e se sacrifica por ela mas ainda assim vence atravês dos impulsos despreparados e emotivos do detetive interpretado por Brad Pitt.

Um exemplo atual disso e que frustrou muitos na cultura pop foi Vingadores – Guerra infinita, no qual Thanos consegue vencer e assim dizimar uma terça parte do universo ( mesmo com todos sabendo que eles morreram de mentirinha e diferente de Seven, vão voltar para o proximo filme.) mas a questão que me pegou foi a seguinte, porque as pessoas se frustram tanto com isso? Muitos diriam que isso é um despreparo para assistir determinados filmes e que tem que rolar uma certa iniciação na setima arte para determinadas peliculas, mas pra mim limitar se a essa ideia é subestimar o publico e fechar isso para um clubinho seleto de pessoas que se acham mais cultas que as outras!

Acredito que esse mal não seja da nossa geração mas sim de como o cinema foi descrito durante o tempo e desde sua origem, lá atras no inicio de Hollywood no qual cinema era apenas uma forma de passatempo e entretenimento e que a arte de reflexão e pensamento se limitava aos livros e poemas apenas. Mas a grande verdade é que infelizmente graças a esse molde muitos perdem essas boas experiencias, não que seja errado rotular cinema como uma forma de passar o tempo, assim como os livros também são. Mas assim como esses filmes citados, encerro esse texto com um pensamento “negativo” as ideias sobre isso já estão enraizadas na nossa cultura e infelizmente finais desse tipo nunca serão tão bem aceitos como os finais felizes.

Comentários

Este artigo não possui comentários

”Mulher