Publicado em 14 de jul de 2022 por Mayara Armstrong

Drama alemão traz personagens à margem da sociedade.

Para sua estreia na direção de longas de ficção, com GAROTA INFLAMÁVEL, a premiada curta-metragista alemã Elisa Mishto conta que partiu a protagonista peculiar para construir a narrativa. “E há partes autobiográficas aqui, como a sensação de estar bloqueada, não estar aproveitando todo o seu potencial. É um filme sobre duas mulheres com muito potencial. Mas as expectativas da sociedade e seus próprios medos as impedem de viver plenamente”, disse em entrevista ao EWA, site especializado no trabalho de mulheres no audiovisual europeu.

Julie (Natalia Belitski) é uma jovem paralisada em sua vida. Não tem trabalho, não estuda, não ama ninguém, e nem tem responsabilidades – sua herança, que a sustenta, é administrada por outras pessoas.

Em busca de uma vida “normal”, Julie é internada regularmente numa clínica psiquiátrica de sua escolha, onde conhece a enfermeira Agnes (Luisa-Céline Gaffron, de “Seis minutos para meia-noite”), que é o oposto da protagonista, com sua vida regrada atendendo as expectativas da sociedade.

Quando a herança de Julie se esgota, ela descobre que precisará dar um jeito em sua vida. A partir disso e do encontro com Agnes, as existências dessas duas mulheres são transformadas.

Sinopse:A perspicaz e mimada Julie é uma jovem com seu próprio manifesto: fazer nada. Não trabalha, não estuda, não tem amigos. Agnes é uma enfermeira casada e mãe de uma filha que se encaixa nas expectativas da sociedade sem pensar muito no tema…Até que ela conhece Julie. Juntas, elas começam uma rebelião que vai levá-las ao limite dos seus respectivos mundos.

Confira o trailer do filme:

Dirigido por Elisa Mishto, GAROTA INFLAMÁVEL chega aos cinemas nesta quinta-feira, dia 14 de julho, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Porto Alegre, Manaus e Aracaju, com distribuição da Pandora Filmes.

Comentários

Este artigo não possui comentários
”Mulher