Publicado em 26 de jul de 2022 por Mayara Armstrong

Premiado em Cannes, filme apresenta uma sociedade iraniana complexa e ambígua.

UM HERÓI é protagonizado por Rahim (Amir Jadidi), um homem que foi preso por dever dinheiro, e, quando tem a chance de sair da cadeia por dois dias, arma um plano, com ajuda de sua namorada, que encontrou uma sacola com ouro perdida na rua. Porém quando descobre que este vale menos que o imaginado, ele tem uma ideia: espalhar anúncios procurando o verdadeiro dono, e, assim, ganhando publicidade como um homem honesto. Farhadi, que também assina o roteiro, explica que a origem da trama está em fatos reais, mas em nenhum específico.

Confira nossa crítica completa: Um Herói | Crítica

Como em todo os filmes do cineasta, esses acontecimentos são permeados por dubiedade e nuances. Sem trazer respostas simples em suas narrativas, Farhadi conta que isso não é intencional. “A ambiguidade vem naturalmente durante a escrita, e devo confessar que gosto disso. Esse aspecto faz a relação entre o filme e o público durar mais, ir para além da sessão. Dá a possibilidade de se refletir mais sobre o filme. Combinar ambiguidade com uma história que lida com a vida cotidiana é um desafio interessante.”

UM HERÓI, estreia nos cinemas brasileiros, nesta quinta-feira, dia 28 de julho, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Curitiba, Maceió, Recife, Salvador, São José dos Campos e Niterói.

Comentários

Este artigo não possui comentários
”Mulher